_Post Blog (2)

Gostar de mudanças, de resolver problemas complexos, raciocínio lógico e analítico, ter visão crítica e facilidade em lidar com dados e números são algumas das competências, dentre as que já falamos aqui no blog, que estão entre as mais exigidas pelo mercado no ambiente cada vez mais dinâmico e competitivo em que vivemos. 

 

Todos concordamos que essas habilidades são possíveis de serem desenvolvidas e aprimoradas tanto por mulheres quanto por homens, desde que com os estímulos e incentivos adequados, e não dependentes do gênero. Elas são adquiridas ao longo da vida e da formação escolhida. 

 

Como há uma grande lacuna ainda na atuação feminina na área de tecnologia e exatas e por estarmos no mês da mulher, resolvemos trazer a reflexão de como podemos incentivar cada vez mais mulheres e se interessarem e de desenvolverem nas áreas de tecnologia, exatas e análise de dados. 

 

A capacidade humana de observar seu ambiente e buscar aplicar mudanças teve e tem o poder de transformar o mundo em que vivemos e deve ser incentivada e desenvolvida em todos com igualdade de incentivos de oportunidades. 

 

A atuação delas no mercado de tecnologia

 

Já é sabido que empresas que possuem mulheres à frente de áreas estratégicas trazem diversos benefícios em termos de faturamento e retorno sobre os investimentos, além de melhor desenvolvimento interno de equipes em que há diversidade de gênero. Segundo pesquisa da McKinsey na América Latina, empresas com mulheres em cargos executivos têm 50% mais chances de aumentar a rentabilidade. 

 

A pesquisa Women in Business 2019, da Grant Thornton, mostra que, no Brasil, houve um salto de 32% na relação de empresas que afirmam ter pelo menos uma mulher em cargos de liderança. Outra pesquisa, da consultoria Great Place to Work, afirma que a fatia de mulheres em cargos de liderança nas 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil cresceu de 11% em 1997 para 42% em 2018. 

 

Essa liderança ainda é em cargos ligados às áreas financeiras e de Recursos Humanos. Precisamos voltar o nosso olhar também para as áreas de tecnologia, para colhermos os benefícios sociais e econômicos dessa diversidade.

 

Mesmo que esses resultados do aumento da participação feminina sejam animadores, temos ainda um grande espaço para as mulheres ocuparem em áreas como a de tecnologia, análises de dados e engenharia. Adiante, veremos como podemos trabalhar para transformar ainda mais esse quadro, buscando maior equidade na formação e na carreira das mulheres.

 

Como melhorar a participação feminina na área de tecnologia e análise de dados

 

Área de exatas é coisa de menina, sim!

 

A primeira barreira que devemos derrubar é a de que a área de exatas não é para meninas. Infelizmente, esse equívoco está presente desde que são pequenas. Hoje, temos também as facilidades trazidas pela tecnologia e os jogos digitais, que possibilitam a todos se beneficiar, aprendendo e se desenvolvendo enquanto se divertem. Muitas dessas tecnologias também têm sido aplicadas na educação formal com muitos benefícios na formação delas.

 

Incentivo ao estudo de tecnologia

 

A segunda barreira ocorre na adolescência, quando muitos pais acabam projetando nos filhos as profissões dos seus sonhos e, muitas vezes, acabam não levando em consideração as aptidões e preferências das meninas. 

 

Nessa fase, o ideal é incentivar que elas façam cursos e treinamentos em diversas áreas, sobretudo aquelas em que as competências mais exigidas sejam desenvolvidas. Isso facilitará que as jovens cheguem ao final da adolescência mais bem ambientados com as novas tecnologias e demandas dos mercados. 

 

As mudanças sofridas pela sociedade desde a revolução industrial mudaram completamente a forma como são desenvolvidas as competências e a escolha da profissão e os pais devem acompanhar essa mudança dando essa liberdade e incentivo às filhas.

 

Incentivo a participar de eventos de tecnologia

 

Outro desafio a ser superado no incentivo às habilidades ligadas a dados e tecnologia é a dos ambientes e atividades em que as meninas são inseridas na adolescência. Elas podem ser incentivadas a participar de grupos e times de games, presencialmente e online. Podem também participar de feiras e encontros que falem do empoderamento feminino no setor de tecnologia, como o Tech ladies, “Mulheres da Tecnologia”, em tradução livre em português, providos por instituições como o Sebrae e universidades federais, por exemplo. 

 

Muito além do incentivo, as meninas nunca devem ser desestimuladas a participar desse tipo iniciativa. O ambiente e o senso de comunidade fortalecem os vínculos em sociedade ao mesmo tempo em que gera uma rede de apoio para atravessar essa fase tão importante.

 

Incentivo ao estudo da análise de dados

 

Também podemos apostar em incentivos para as meninas começarem a sua formação na área de dados até mesmo antes da faculdade, como forma de ampliarmos o leque de possibilidades de atuação delas nas áreas de exatas. 

 

Hoje, é possível encontrar diversos formatos, como cursos flexíveis e modulares que vão do fundamental até o especialista. Os da Excel Solutions são alguns deles. Muitas mulheres  já passaram pela academia para ganhar destaque em suas carreiras com o Excel.

 

Estar em ambientes que “respirem” dados e tecnologia dará um reforço importante na formação, independentemente da área escolhida, seja programação, engenharia, análise de dados etc. 

 

Raciocínio lógico e analítico, visão crítica e facilidade em lidar dados e números  são competências que a faculdade não trará na velocidade e na medida em que o mercado de trabalho e as jovens demandam e buscam. Formações especializadas surgem como importantes aliadas nesse momento.

 

Há urgência em tratar as demandas por igualdade de incentivos e oportunidades entre mulheres e homens. Há, ainda, o desafio de preparamos os jovens para o futuro no mercado de trabalho, de forma que aliem suas aptidões com recursos que possam ser agregados a eles. 

 

Temos a grande oportunidade de aliar essas duas demandas e buscar acelerar esse processo da melhor maneira possível com incentivo, formação e oportunidades de desenvolvimento para todos.

Sabendo disso, a Excel Solutions conta com uma série de opções para aproximar homens e mulheres dessa preparação para o mercado. Entre em contato agora mesmo pelo telefone (41) 3030-4200 e saiba mais.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será compartilhado.

X